fbpx
Para escolas

23 de junho de 2020

Competências socioemocionais: Como trabalhá-las na escola?

Você sabia que muito mais do que apenas ajudar crianças e adolescentes a reconhecer e dialogar com suas emoções, o desenvolvimento de competências socioemocionais na escola contribui para o processo de aprendizagem e traz benefícios para a saúde, as relações sociais e o futuro? 

Tradicionalmente, grande parte das escolas prioriza a formação e o desenvolvimento de competências cognitivas, como o raciocínio e a memória. Mas, hoje, a escola do futuro vai além disso. Ela busca trabalhar as competências socioemocionais nas práticas escolares permitindo ao aluno se relacionar consigo mesmo e com os outros, garantindo, assim, uma formação integral.

Mas, afinal, o que são essas competências socioemocionais? No post de hoje vamos falar um pouco mais sobre elas, como elas podem ser trabalhadas na escola e a sua importância para o desenvolvimento de alunos preparados para o futuro. Interessado? Então vamos lá! 

.

O que são e como desenvolver competências socioemocionais na escola

.

Até pouco tempo, grande parte das avaliações escolares cobravam que os alunos simplesmente memorizassem o que o professor da matéria passava. Mas, a necessidade de desenvolver habilidades como a capacidade de resolver problemas, criatividade e comunicação, começaram a mudar esse cenário.

O ensino e o trabalho dessas competências, segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Ayrton Senna, potencializa o aprendizado das disciplinas tradicionais. É o que dizem 84% dos educadores da rede pública de ensino do Espírito Santo.

Essas habilidades são aquelas que buscam desenvolver o lado mais comportamental e relacional, enquanto as cognitivas focam na compreensão de conteúdos, conceitos e processos dentro das diferentes áreas do conhecimento.  

Nesse sentido, de acordo com o pesquisador da Universidade da Califórnia, Oliver John, as competências socioemocionais podem ser divididas em:

.

  • Abertura ao novo: desenvolvimento da curiosidade, do interesse nas artes e imaginação criativa.
  • Autogestão: destaca a organização, o foco, a determinação, a responsabilidade e a competência.
  • Engajamento com os outros: objetiva o entusiasmo, a assertividade e a iniciativa social.
  • Amabilidade: trabalha o respeito, a confiança e a empatia.
  • Resiliência emocional: busca desenvolver a autoconfiança, a resistência ao estresse a frustração e aceitação de fracassos.

.

Como trabalhá-las na escola?

competencias socioemocionais na escola

.

Atuar as competências emocionais dentro da sala de aula não é um bicho de sete cabeças. Na verdade, o seu desenvolvimento deve fazer parte da prática pedagógica da instituição e ser de responsabilidade de todos, não apenas dos professores.

Para que o aprendizado seja efetivo e replicável, é importante que as competências socioemocionais não sejam somente temas de aula ou de algumas atividades, mas que façam parte do dia a dia da escola. Além disso, é importante que elas sejam trabalhadas nas interações entre alunos, pais, professores e equipe.

Uma boa maneira é sempre pautar as atividades de acordo com as particularidades de cada estudante. Nesse sentido, é possível valorizar não apenas a diversidade, mas também conectar o aprendizado ao que faz mais sentido para a vida do aluno. É colocar o estudante como protagonista do seu aprendizado, colocando-o no centro do processo.

Além disso,  as competências socioemocionais podem ser desenvolvidas a partir de práticas pedagógicas como:

.

  • Realização de práticas esportivas, artísticas e culturais que envolvam a família (oficinas, cursos, aulas etc.)
  • Desenvolvimento de atividades de cunho social que envolvam a comunidade
  • Criação de uma empresa júnior, para que o aluno desenvolva a autonomia, a tomada de decisão e práticas de gestão.
  • Contação de histórias, análise de fragmentos de filmes e espaço para desenhos e autorretrato.
  • Realização de atividades de participação estudantil que buscam trabalhar o coletivo, o bem comum e o desenvolvimento de habilidades de negociação e resolução de problemas.
  • Atividade de régua ou painel das emoções.
  • Promover aulas com oficinas, análise de si e do outro, roda de conversas sobre felicidade, amor, empatia, etc.

.

Qual a importância de trabalhar as competências socioemocionais em sala de aula?

.

O cenário educacional está em transformação e o desenvolvimento de competências socioemocionais são essenciais para preparar o aluno para o futuro. Isso porque, essas habilidades são de grande importância para qualquer aspecto da vida humana, não apenas o acadêmico.

Por isso, trabalhar essas competências na escola traz inúmeros benefícios para o aluno:

.

  • Melhoria de resultados acadêmicos nas disciplinas tradicionais do currículo
  • Maior preparo para a vida adulta ao formar pessoas que pensam de forma mais crítica e atuante, compreendem e respeitam as diferenças e tomam decisões tendo valores como a ética como base.
  • Maior discernimento e capacitação para enfrentar e ser bem sucedido no mercado de trabalho.
  • Melhor capacidade de comunicação e diálogo.
  • Desenvolvimento de pessoas mais preocupadas e interessadas na comunidade e na busca do bem comum.

.

Mas, mais do que isso, um ambiente escolar que busca desenvolver competências socioemocionais torna-se um espaço de aprendizado completo. Nesse sentido, ele tem impacto direto no bem-estar não apenas do aluno, mas de toda a comunidade. Ela ajuda a formar alunos mais responsáveis, focados e organizados. 

E, se você quer que a sua escola faça parte do futuro de cada aluno, conte com o apoio da Mind Makers! Nossas disciplinas são aprimoradas para o desenvolvimento das competências socioemocionais, formando alunos mais flexíveis e resilientes, que se tornarão adultos capazes de se destacar em diversos cenários.

Quer saber mais sobre nossos cursos? Entre em contato conosco!

disciplinas-mindmakers

Copyright © 2021 Mind Makers. All rights reserved.